28 de jul de 2013

DICAS PARA CASA

Perfume os ambientes com aromatizantes

Produtos sintéticos e óleos essenciais conseguem trazer frescor aos espaços da casa. Conheça as novidades do mercado


Não existe nada melhor do que chegar em casa e sentir os ambientes perfumados. Há diversos tipos de aromas possíveis – florais, amadeirados e herbais são alguns deles – e cada um consegue trazer uma sensação diferente. Ou pelo menos, esta é a promessa da maioria dos aromatizantes que, inclusive, tem buscado força nos contratipos (fórmulas “genéricas” de perfumes  consagrados) para deixar tudo mais agradável. “As essências sintéticas são voltadas somente à questão do aroma. Já os óleos essenciais apresentam efeito terapêutico, por serem orgânicos, e oferecem desde relaxamento até estímulo”, diz Sâmia Maluf, aromaterapeuta.

O poder sensorial dos aromas é algo cada vez mais explorado no comércio para fortalecer a  identidade das marcas e aproximá-las dos consumidores. Investir em perfumes marcantes, segundo a aromaterapia, interfere em nosso estado de espírito e é algo que pode ser adaptado à realidade doméstica. “O mercado brasileiro está desenvolvido neste ramo. Os produtos que antes ficavam restritos apenas ao ‘marketing olfativo’ hoje alcançam os lares”, afirma Sâmia. A possibilidade de relacionar aromas a sentimentos permite a associação, por exemplo, de fragrâncias amadeiradas a características sérias e clássicas, o que torna o perfume mais indicado para escritórios.

Da mesma maneira, aromatizantes florais de lavanda e patchouli são perfeitos em quartos , pois remetem à jovialidade e ao despojamento. Algumas flores, como rosa, jasmim e ylang ylang, despertam o romance e podem ser usadas em salas de estar. Aromas cítricos – laranja e limão – deixam o ambiente mais alegre e tranquilo, sendo melhores em locais como cozinha, lavanderia e casas de campo ou praia. “Além disso, aromatizantes à base de citronela, copaíba, lavandim e eucalipto têm propriedades fungicidas e espantam mosquitos”, afirma Beatriz Azevedo, aromaterapeuta do eSPAço Ki. Outra possibilidade de perfumar e trazer refrescância é usar fragrâncias herbais (alecrim e hortelã) cujo poder bactericida é uma ótima opção no banheiro.
Mas antes de escolher qual o melhor aroma e tipo de produto (spray, sachê, difusor ou vela) é indicado pensar no quesito durabilidade. Fórmulas sintéticas duram mais porque contam com fixadores, entretanto, podem causar alergia. Os óleos essenciais têm vida curta, mas algumas combinações permitem transformar este quadro. Misturar perfumes cítricos e amadeirados (ainda na fórmula) é uma das alternativas. “As junções de lavanda e benjoin, melissa e alecrim, flor-de-lótus e açaí também funcionam e aumentam o conforto nos espaços da casa”, diz Vanessa Schroeder, gerente de cuidados pessoais de O Boticário.












Créditos: Bruna Bessi , iG São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário