21 de abr de 2015

CONHECENDO MELHOR O PATCHWORK - PARTE 2



Meninas, o PATCHWORK é uma técnica que vai nos encantando, nos conquistando... Vale a pena se atirar nessa aventura que é essa deliciosa "brincadeira" com os retalhos! Trago hoje para vocês a 2ª parte da matéria CONHECENDO MELHOR O PATCHWORK. Não é uma matéria escrita por mim, mais abaixo eu dou os devidos créditos a quem escreveu! Eu amei e quis trazer pra ajudar a vocês a desvendar um pouco desse mistério maravilhoso dos retalhos que se transformam em nossas mãos! Vamos lá???



                                                                                                       



O patchwork é a emenda dos retalhos através da utilização de pespontos largos, mais conhecidos como quilt. O resultado final do trabalho com patchwork envolve uma sobreposição de três camadas: o tampo (retalhos costurados entre si), o enchimento (material usado para dar volume ao trabalho) e o forro (tecido usado para proporcionar melhor acabamento).
Entre as peças que você pode criar com patchwork estão almofadas, colchas, mantas de sofá, painéis de parede, roupas, pequenas utilidades para o lar, brinquedos e acessórios.



Dicas de Patchwork
Patchwork aplicado em móveis

CONFIRA AS NOSSAS DICAS DE PATCHWORK

Conheça agora os tecidos e linhas ideais para criar as suas peças em patchwork e aprenda a combinar estampas:
  • Tecidos: Um bom tecido é fundamental para o resultado final do trabalho de quilt ou patchwork. Dê preferência aos 100% algodão, que não encolhem durante a lavagem e não desbotam com facilidade, como tricoline. É importante que você lave bem o tecido antes de qualquer coisa, para tirar a “goma”. Depois de seco, passe-o a ferro, para deixá-lo bem esticado e evitar imperfeições. Devemos sempre ter em mãos a quantidade de tecido necessário para o trabalho.
  • Estampas: Para compor um mix equilibrado nos seus primeiros trabalhos, procure combinar retalhos com poucas cores e estampas. Utilize tecidos que tenham ao menos uma cor em comum, para criar uma unidade gráfica. Quando você se sentir mais segura, ouse nas combinações: junte tecidos lisos, estampados, xadrez, listrados, floral, poás, desenhos geométricos e tudo que sua imaginação desejar.
  • Linhas: A qualidade da linha é tão importante quanto a qualidade do tecido para um trabalho de quilt ou patchwork. Utilize linhas próprias para a técnica, de preferência as 100% algodão.
  • Moldes: as revistas especializadas em moldes continuam sendo uma das principais fontes de inspiração das costureiras. Além disso, a internet oferece uma gama de moldes e vídeos tutoriais onde você aprende a fazer o patchwork passo a passo. Ah, e o melhor: eles são geralmente gratuitos.
  • Máquina de costura: Procure trocar a agulha da sua máquina para garantir o melhor resultado. A agulha “rombuda” pode danificar o tecido e, por consequência, todo o seu trabalho. A máquina Singer confidence quilt, 74690 vêm equipada com os acessórios necessários para a sua costura em patchwork e têm 12 meses de garantia. Mais contamos também, com máquinas como a Brother e a Janome, excelentes para este trabalho. Portanto aconselho uma pesquisa antes de adquirir a sua!

Agora que você já conhece os materiais e tecidos necessários para dar início aos seus trabalhos, é só soltar a criatividade e aplicar as técnicas de patchwork onde você desejar.


Espero ter ajudado você a tomar a decisão para entrar nesse mundo fascinante dos retalhos!!! Vamos lá?


Deixe um comentário, dizendo o que achou!











"Na vida nada se cria, nada se perde, tudo se transforma."











Créditos: Costura Moderna


Beijos. :)
Emília Rolemberg

2 comentários: